6 de fev de 2009

Love, love T-shirts

Como alguns já sabem, sou apaixonada por t-shirts. Especialmente pelas estampas, ou silks. Eis aqui, um pouquinho de sua história:

*Há muito tempo atrás, os romanos usavam uma túnica branca, chamada de "camisia", que era usada por baixo da túnica, para se proteger do calor.
*Em 1.516, Michelangelo termina a estátua "O Escravo Moribundo", que retrata um homem vestido apenas com uma peça de roupa, bem diferente das usadas na época: uma camiseta regata.
*Durante a 1° guerra mundial, soldados europeus usam por baixo dos uniformes, confortáveis camisetas feitas de algodão. Os americanos, morrendo de calor em seus uniformes de lã, adoram a novidade e a levam para os Estados Unidos. O design em formato de T leva a peça a ficar conhecida como "T-shirt", em inglês.
*Em 1948, um candidato à presidência dos Estados Unidos, Thomas E. Dewey faz uma das primeiras camisetas de propaganda da história.
*Em 1951, o ator Marlon Brando aparece de camiseta no filme "Um Bonde Chamado Desejo". A peça é o destaque perfeito para os músculos do ator. A partir dessa época, a camiseta passa a fazer parte da indumentária das pessoas.
*Já em 1955, James Dean aparece com a peça em "Juventude Transviada". A camiseta então, vira sinônimo de rebeldia e contestação.
*Nos anos 60, acompanhando o movimento anti-guerra e a favor da liberdade, a camiseta veste as cores psicodélicas dos hippies e passa a trazer mensagens pacifistas, na linha de “Faça Amor, Não Faça Guerra”. Nessa época, as mulheres também passam a usar a peça, que se torna unissex.
*Nos anos 70, são usadas tanto como meio de expressão dos jovens, quanto como suporte para propaganda, carregando símbolos de marcas de refrigerante, por exemplo. *Na década dos yuppies, anos 80, os jovens ligados ao consumismo e ao individualismo passam ostentação de dinheiro e poder, e a camiseta começa a trazer grandes marcas de grifes.
*Nos anos 90, a falta de ideologia dos jovens da década aparece nas roupas largas e largadas dos grunges. A camiseta é usada por qualquer segmento da sociedade, sem comprometimento com causas, ideologias ou faixa.
*Chegamos então ao ano 2.000, onde não existem regras. A camiseta continua democrática e servindo a todos os gostos, desde as campanhas políticas à estampa de filmes e grupos musicais preferidos, e o mais importante, agradando à todos os gostos e bolsos!

(texto extraído de: Miti Shitara, professora de História da Moda da Faculdade Santa Marcelina - SP)


Em especial, uma seleção de t-shirts!



Algumas marcas: Hering, Nonsense, Vish Land, Kerusso e Auslander.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails